Personalize sua lista de Email

CATEGORIA : MARKETING

O truque para manter seu e-mail personalizado é fazer com que seus leitores acreditem que você esteja escrevendo para eles e somente para eles. Isso é possível ao personalizar suas mensagens de forma a incluir informações que sejam exclusivas para os seus leitores. Os e-mails que se iniciam com “Caro amigo” ou “Prezado Cliente” dizem ao leitor que a sua empresa é muito importante para estabelecer uma conexão pessoal com os clientes. Saudações aos seus leitores tais como “Olá John” em vez de “Prezado Cliente” se mostram mais eficazes.

Para fazer isso, você precisará certificar-se de que os nomes e sobrenomes em seu banco de dados estejam em colunas separadas em sua lista de e-mail. Quando você carrega o seu boletim informativo em seu sistema de e-mail marketing, você precisa conectar o campo apropriado para que o sistema possa puxar automaticamente o campo de nome correto.

Evite incluir o nome do destinatário no assunto do e-mail senão o mesmo pode parecer um “spam”. Você provavelmente não escreveria um email para sua família, amigos ou colegas de trabalho com o nome deles diretamente na caixa de assunto, então deixe a personalização para a saudação no corpo da mensagem.

É também propício que seu e-mail venha de uma pessoa em sua empresa, ao invés de sua empresa como um todo.

Há uma maior sensação de conforto ao saber que existe uma pessoa por trás do teclado. Então, tente assinar seus emails com um nome pessoal, da mesma forma que ocorre com uma troca de emails por um provedor gratuito como é o caso do gmail entrar, posição na empresa e informações de contato direto. Também é possível incluir um gráfico na assinatura do remetente, bem como uma pequena fotografia para estabelecer uma maior personalização.

A personalização permite que você se conecte com o leitor e melhora drasticamente as taxas de resposta.


Listas de email brasileiras tem mais de 35% de emails inválidos

CATEGORIA : MARKETING

Cerca de 35% dos e-mails que formam as mailing lists brasileiras contêm algum tipo de erro. A constatação é da empresa SafetyMails, que está lançando a primeira edição da pesquisa “A Qualidade das Bases de E-mails no Brasil”. O estudo, inédito no mercado brasileiro, analisou dados de 90,8 milhões de endereços eletrônicos de instituições no país e apontou que nada menos que 31,9 milhões de e-mails são inválidos, o que sugere que a higienização de bases precisa ser vista com mais atenção pelos gestores do marketing digital brasileiro.

Tal resultado aponta que o SafetyScore[1] médio do mercado brasileiro é de apenas 47,09 pontos, um baixo índice que indica que o setor ainda precisa avançar muito em termos de qualidade de bases, fator fundamental que pode impactar positiva ou negativamente as campanhas de marketing e o alcance das metas e objetivos comerciais das empresas.

Do percentual de e-mails inválidos verificados na pesquisa, 7,31% possuem erros de identificação de domínio (inexistente ou incorretamente digitado) e 1,41% apresenta erros de sintaxe. Ou seja: quase 9% dos endereços verificados estão fora das características de configuração de e-mail.

O volume predominante de e-mails verificados na Pesquisa SafetyMails pertence aos domínios mais conhecidos do mercado. A liderança é do hotmail entrar, com 34,19% de share, seguido por gmail (11,57%), yahoo [.br] (7,33%), terra (5,62%), ig (3,76%), bol (3,12%), uol (2,69%), oi (2,11%) e globo (1,43%).

Os resultados verificados na análise de e-mails inválidos por domínio alcançaram percentuais bastante robustos, alguns, inclusive, acima ou próximo de 80%. O domínio itelefonica foi o que registrou maior número de e-mails inválidos dentro da amostra da pesquisa: 91,73% dos 1,08 milhão de endereços pesquisados, seguido por oi (85,55% de 1,9 milhões de e-mails analisados), globo (78,97% de 1,2 milhão), terra (65,64% de 5,1 milhões), yahoo (56,01% de 879 mil), ig (49,85% de 3,4 milhões), uol (32,35% de 2,4 milhões), bol (28,69% de 2,8 milhões), hotmail (25,46% de 31 milhões) e zipmail (22,63% de 502 mil).